FUTUROS AMORES

Um blog sobre amor, arte e acaso.

7 de mai de 2013

Um dia qualquer como hoje

Postado por Priscila |


... sem tempo, sem pressa, sem palavras...
... o peso do homem é produto do meio...
... o resgate da leveza é contínuo...

... Deixe flutuar...
... Deixe viver sem horas...
... Deixe fora esses ponteiros e números...

... há um instante em que tudo para.
... o tempo seca.
... a idade vaza.
... os anos empoeiram.

E quando tudo parece perdido em meio a tantos instantâneos... a gentileza brota no sorriso de um estranho.



0 comentários: