FUTUROS AMORES

Um blog sobre amor, arte e acaso.

31 de out de 2010

Doces travessuras...

Postado por Priscila |

Domingo, 31 de Outubro de 2010. Alguém tocou a campanhia. Na ponta do pé me coloquei para ver quem estava do outro lado da porta: duas crianças. Girei a chave na porta e deixei eles falarem.

- Oi, nós vamos fazer uma festa de dia das bruxas no play e queríamos saber se aqui tem alguma criança que gostaria de participar.

O menino terminou a frase num sorriso e um flash back correu na minha cabeça... Há quatoze anos atrás era eu, juntamente com duas outras amigas, quem estava batendo na porta das pessoas fazendo a mesma pergunta. Emudeci.

Nos seriados americanos e na "malhação" tem sempre os tipos ideais de adolescentes: o esportista, a popular, o nerd, a feia descolada... Eu não era nenhum desses. Eu era a promoter. Aquela que sempre organizava as festas, que pedia a luz negra da vizinha, a permissão do síndico para o uso do salão de festas e organizava a lista dos "comes & bebes" ("-meninas prato de doce ou salgado, meninos refrigerante!" Modelo clássico!). Cheguei até a pedir de Natal um micro system pensando no garoto com quem queria dançar no Hi-Fi das férias de janeiro ...

Que louco! Um menino toca a campainha, me faz uma pergunta simples e eu faço toda essa viagem ao passado! Acho que ele pensou que eu era meio lesada porque eu demorei muito para responder. Naquele instante a minha vontade era ter treze ou quatorze anos novamente e reviver a festa do dia das bruxas e tantas outras festas que inventei com os meus amigos do play só pelo simples prazer de estar com eles... Meus olhos se encheram de lágrimas e antes que elas caíssem respondi ao menino.

- Infelizmente eu cresci. Não mora mais nenhuma criança aqui.

Dei um sorriso de lado e eles já partiram para um outro apartamento. Fechei a porta. Dois minutos depois me vi saíndo de casa com esses pensamentos... Entrei no elevador e uma das minhas amigas de play estava lá. Falamos juntas:

- O MENINO FALOU DA FESTA DO DIA DAS BRUXAS COM VOCÊ???

Rimos juntas, suspiramos ao mesmo tempo e respondemos num tom suave cada uma no seu tempo:

-Só conseguia lembrar da gente criança e das nossas festas no play...
- Dei até uns trocados pra ajudar na decoração... Lembra como era difícil arrumar a grana?
- Lembro... Mas era bom.
- Era... Que saudade!

Sorrimos, saímos do elevador, e por alguns minutos fomos contempladas pela doce lembrança das nossas travessuras...



[Foto: "amigos do play" - 6 estão casados e 3 já tem filhos.]

____________________________________

Dedico esse post aos meus "amigos do play" que me presentearam com algumas das melhores lembranças da minha infância.

2 comentários:

Tiago disse...

Que bom se a infância pudesse contaminar o nosso verbo para sempre.

T.

Canteiro Pessoal disse...

Priscila, adorei visitar-te, boa leitura.

Abraços

Priscila Cáliga