FUTUROS AMORES

Um blog sobre amor, arte e acaso.

16 de set de 2010

Solidão?

Postado por Priscila |

[imagem de Koren Shadmi]

"(...)
O homem solitário, todo aquele que se diz em solidão, exceto nos casos patológicos, é alguém que se receia encontrar, que evita descobrir-se, conhecer-se, assim ocultando a sua identidade na aparência de infeliz, de incompreendido e abandonado.

(...)
A velha conceituação de que todo aquele que tem amigos não passa necessidades, constitui uma forma desonesta de estimar, ocultando o utilitarismo sub-reptício, quando o prazer da afeição em si mesma deve ser a meta a alcançar-se no inter-relacionamento humano, com vista à satisfação de amar.

(...)
O medo da solidão, portanto, deve ceder lugar, à confiança nos próprios valores, mesmo que de pequenos conteúdos, porém significativos para quem os possui.

(...)

O homem solidário, jamais se encontra solitário. (...)"

[Texto "Solidão" extraído do livro O Homem Integral de Joanna de Ângelis. Psicografia de Divaldo Franco].

*************************************************************

Depois que passei a dedicar meu tempo ao trabalho voluntário com crianças, entendi o significado desse texto. =D

2 comentários:

Rodrigo disse...

Você também estuda Joanna de Ângelis, ora quem diria!
Ela fala muito da integração entre a "personalidade" -- nosso eu efêmero -- com o "Self" -- no Eu profundo, a soma de tudo que já fomos em sabe-se lá quantas vidas. Desse ponto de vista, realmente, não existe solidão, nem fraqueza, nem tantas coisas, apenas fases em que "nos perdemos" de nós mesmos, de nossos saberes. Há muito que aprender, sempre, mas há muito também que já sabemos -- mas esquecemos sem notar.

Mas divago (para variar...).

Um abraço,
R.

SolBarreto disse...

Texto perfeito!
Adorei a imagem e o texto!